Pesquisar este blog

segunda-feira, abril 24, 2006

Te valorizo

Jóia preciosa

Raríssima desconhecida inexplorada

Ainda bruta na natureza

Esconde seu valor

Ourives a tomaram

Olharam observaram. Valorizaram.

De repente,

Saltou para o escuro. Desapareceu

Não o encontraram.

De longe o avistei

Expôs-me parte do brilho

Brilha mais que o ouro

Ainda não te conhecem

Narro aos ourives; não acreditam.

Perguntam. Mais brilho que o ouro?

Sem fôlego e encantada respondo. Sim.

Jóia, jóia rara.

A quem mostrará seu brilho?

A quem mostrará sua beleza encantadora

Sei que é uma jóia.

Tento provar ao mundo.

Camufla-se não me deixa provar.

Torno-me cansada de tanto querer.

Querer provar-te que seja raríssima.

Cansada, suada, tento provar.

Procuro avaliadores, narro mostro.

Não sabem responder.

Não importa o que digam

Sei que tens um brilho

Um brilho que jamais avistei

Valorizarei-te-ei sempre

Mesmo que ourives não acreditem no seu valor

Serás sempre minha jóia rara.

Um comentário:

Elda disse...

Bimbo, questa gioia sei tu.