Pesquisar este blog

sábado, outubro 30, 2004

Tela

Pequena branca limpa
Aguarda a criação
O criador

Espera áspera
Criador
Iniciar

Criador
Criatura
Arte!


Linhas retas, curvas
Obliquas, tangencias
Traços inacabados

Coloridos

Primárias secundários
Grossos e finos

Exposições
Olhares fixos
Premiações


Iniciada
Largado
Sonho!


Elda Oliveira

Maravilhoso

Estou triste
O que mais queria, quero; era, é desfrutar de sua companhia.
Juro! Que nada mais. Conhecer-te foi ótimo.
Fiquei e fico sonhando com sua voz, seu sorriso, sua boca, sua concentração, seus beijos entre outras atitudes e gestos pequenos e singelos.

Tudo me encantou me paralisou. Senti-me pequena.
Fiz versos. Imaginei como fazer arte. Fiz refazendo.
A inspiração me voltou estava monótono.
Senti-me um beija-flor ao tocar seus lábios.
Seus beijos foram com tanta ternura. Surpreendi-me.

Tive medo. Medo de me apaixonar, amar.
Estava diante de um ser brilhante.
O que não sabia era que já estava lhe desejando.
Ao percorrer meus olhos por suas artes.
Meu encanto aumenta.
Um ser sem excelência jamais teria tal inspiração.

Suas figuras são brilhantes, geniais.
Watercolors é um sonho, uma fantasia.
É algo sobrenatural.
Fez-me e faz-me ficar ansiosa de sua companhia.
Sua inspiração revela seu interior.
Acredite. Você é um premiado.
Revela ao mundo a beleza do homem.

Eu só podia ficar alucinada diante desta ternura e beleza.
Até mesmo ficar doente. Doença chamada desejo.
Desejo de te reencontrar.
A ansiedade barrou o encontro.
Talvez estava no código.

Quando a sorte retornar.
Irei lhe presentear com o livro do código.
Então compreenderás...
Desde da beleza da arte ate chegar a Marte, usando a quinta dimensão.
Sexo é secundário diante do admirável amor
Desejo. Encontrar o maravilhoso.
VOCÊ


Elda Oliveira

Presente

Seu aniversário...
Ofereço-te uma viagem a Marte
Na bagagem pinceis, tintas, paletas, telas.
Livros, canetas e acessórios.
Na expedição
Líricos, músicos, maestro
Orquestra completa
Criando partituras a cada quadro

Cada cor um instrumento
Cada tom um som
Quando sombra pausa
Nas pinceladas todas

A sua destra a orquestra
À esquerda pinceis e tintas
Ao fundo toda MARTE
Por cima satélites

Personagens da Cidadela
Criada por seus pinceis
Encantados entoam líricos
Festejando seu criador

Na platéia
Familiares e amigos
Maravilhados com seus rios
Mergulham tornando sua criação

Por satélite
Assisto encantada
Não participo
Do quadro encantador

De repente
Festejam a água
Que como rio desceram de minha face
Chegando a marte
Enaltecendo o artista

Elda Oliveira

Exagerada

Trago-te mil versos roubados
Pra desculpar minhas mancadas
Faço promessas malucas
Invento desculpas
Pra desfilar terceiras intenções

Assim anoitece,
Meu pensamento lá em você,
Eu fico aqui sonhando acordada,
Imaginando estar com você,
Cadê você, que solidão,
Esquecerá de mim...

A cada ausência tua eu vou chorar
Não te esquecerei um dia
Espero com a força do pensamento
Recriar a luz que me trará você
É tudo nascerá mais belo.


Vago na rua deserta
Digo olá ao novo amigo
É o pensamento lá em você
Enfim
Longe de ti tudo parou

Eu tenho meus planos secretos
Não quero ser sua dona
Eu sou mesmo exagerada
Até nas coisas mais banais
Adoro um amor inventado

Vem me fazer feliz
Me dá teu calor
Nossos destinos foram traçados
Não responda nunca meu amor
Por você eu largo tudo
Carreira, canudo
Eu sou mesmo EXAGERADA...

Memorial

Tenho um memorial
Tesouro escondido
Só amantes e apaixonados possuem o código
Ricos no imaginário do amor
Aproximam-se e temem
Receiam o devorador
Bobagem
O amor queima
Como fogo dos ourives
Ninguém subsiste a ele
Purifica a alma
Alegra o cotidiano
Veste o amado de dourado
Ouro delineado pelo maior artista
Purifica o coração
O pensamento sai do corpo
O corpo perde a gravidade
Somente os que amam experimentam
Este prazer inicial do AMOR

Elda Oliveira

Assiduidade

Queria te tocar
Beijar seus lábios
Em sua boca pequena

Conversar sobre Marte
Dos sonhos dos poeta
Desenhar as estrelas

Voltar no tempo
e pedir perdão
ser menos assídua.

Elda Oliveira

sábado, outubro 16, 2004

O artista

Rompendo o virtual
Dois rostos se aproximam
O beijo provado liberta
O caminho
Amor ódio traição

O beijo que me calou
Roubou sua fala
Fez-me medrosa
De o sempre desejar

O beijo oferecido
Desconhecido do senso comum
Está sendo queimado
Pela palha paixão

O beijo que tanto guardo
Inexistente nas telas
Recusado pelo artista
Alguém chorando suplica

Beijo tímido
Sonhado
Breve
Aprovado

Romance propenso?
Cabe ao criador das telas
Escolher o que pintar.

Elda Oliveira

terça-feira, outubro 12, 2004

Vc é uma vencedora!

Parabéns e obrigado pelo honroso convite! Funciona sim! Estás de parabéns!!!

Acerto...

Estou iniciando o blog a convite do Lorenzo.
Vejamos onde isso dará.